top of page

Representantes do Sinduscon-PA participam da reunião de Abertura da Semana “#BotaPraAndar” do Ministro das cidades, Jader Filho

Na tarde desta segunda-feira, 11, o Ministro das Cidades, Jader Filho, reuniu com autoridades para a abertura da semana “#BotaPraAndar”, que apresentou diagnósticos e soluções para as obras paralisadas do programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida”. A diretoria do Sinduscon-PA, associadas da entidade e demais convidados participaram do debate que ocorreu na sede da Federação das Indústrias do Pará (FIEPA).


O encontro é uma parceria entre o Ministério das Cidades, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e as prefeituras municipais. A proposta é que durante a semana, haja reuniões presenciais entre as áreas técnicas e as prefeituras para revisar diagnósticos e pendências existentes nos empreendimentos e, de forma conjunta, definir compromissos, pactuando prazos para a resolução das pendências existentes.


O Pará foi escolhido como primeiro Estado a receber a iniciativa por se tratar da unidade federativa com maior número de empreendimentos com pendências técnicas e paralisações. Lançado em Belém o “#BotaPraAndar” ainda deve percorrer outros estados brasileiros.

O presidente da Fiepa, Alex Carvalho, comenta que o caminho para solução está posto, e que a junção de esforços de todos os setores é essencial. “Nós temos muito o que registrar e reconhecer o esforço do Ministério das Cidades na figura do nosso ministro Jader Filho, na capacidade dele e da sensibilidade em trazer um assunto muito complicado e que precisa de um trabalho coletivo. Entender que há um componente humano, acima de tudo, em famílias que ficaram frustradas por empreendimentos não concluídos. Abdicar desta realidade que hoje está posta, entendendo que com o diálogo, com o máximo de interação, seja nos municípios, seja o Estado, seja o Ministério, seja até mesmo o Poder Judiciário, nesta conjunção perfeita para um assunto muito difícil e sensível. Então nós, da iniciativa privada, a Federação das Indústrias do Estado do Pará, o Sindicato da Indústria da Constituição, estamos neste projeto para que nós consigamos reverter. E ao reverter, certamente, colheremos ali adiante os bons frutos, que é a conclusão, a entrega e a efetiva entrega do sonho da casa própria a dezenas de milhares de pessoas que anseiam por isso” falou o presidente da Fiepa.


Segundo o diretor de Habitação e Interesse Social, Ubirajara Marques, a retomada das obras paralisadas do minha casa minha vida no Estado é urgente devido ao déficit habitacional que o Pará enfrenta. “Nós nos comprometemos a ajudar, como empresários do setor e como Sindicato, a regularizar essa situação e toda conjuntura que envolve a retomada das obras. São obras complexas, grandes, técnicas e que precisam do apoio de várias entidades, inclusive das muitas autoridades que estão aqui hoje, como prefeitos e o Governo do Estado, acredito que esse seja um passo muito importante para promoção de moradias dignas” falou Ubirajara.


Solucionar as pendências das obras no Brasil é uma prioridade e compromisso do Ministro, Jader Filho, observando os critérios técnicos, econômicos e jurídicos. Uma junção de esforços coordenado pelo Ministério das Cidades, agentes financeiros, poderes públicos municipal e estadual e o Poder Judiciário.


No Pará, o Sinduscon-PA é peça fundamental para cooperar na retomada e avanço dessas obras. O Sindicato que conta com mais de 70 empresas, do segmento da indústria da construção, em sua associação, está trabalhando ativamente para ser um mediador e incentivador de ações que aceleram a produtividade técnica e promovam a garantia de moradia digna à população paraense.


Comments


bottom of page