top of page

Pará é o segundo estado brasileiro que mais contrata na área de construção, em julho

Segundo demonstração do Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (CAGED), que monitora dados de processos de admissão e de demissão de trabalhadores celetistas, o Pará se destacou e ocupou a segunda colocação no ranking, com a criação d e 3.138 novos empregos no setor da construção. Ficando atrás apenas de São Paulo, que contratou 6.431 novos empregos no setor da Indústria.


Os resultados positivos são fruto de um trabalho contínuo e incansável de todos que compõem a indústria. No Pará, este setor está sendo favorecido com o avanço de obras de preparo para a COP 30, momento extremamente oportuno para a indústria da construção e, principalmente para Belém, que será o local sede.


Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Estado do Pará (Sinduscon-PA), Fabrízio Gonçalves, este momento representa um aquecimento crescente que o Estado vem conquistando. “Estamos em um momento de extrema importância para o setor, com o avanço das iniciativas no Pará, o quantitativo de obras aumentam e a expectativa é que o setor continue aquecido nos próximos meses. Tudo isso, graças aos esforços mútuos e união de todos os poderes e empresas em favorecer o emprego e renda no Estado”, disse.


Do total de novas vagas na Construção no Pará, em julho/23, 1.710 foram no segmento de infraestrutura, 399 na construção de edifícios e 1.029 nos serviços especializados para a Construção. De acordo com dados gerais, este é o maior número já registrado desde setembro/15 (2,641 milhões), considerando as séries do Caged e do novo Caged.






*Informações divulgadas pela CBIC, por meio do CAGED.

Comments


bottom of page